terça-feira, 9 de setembro de 2008

Procura-se Ânimo


É engraçado como as coisas são. Sobram-me mil idéias e falta-me disposição. Não, é incrível, sobrenatural. Aulas de jiu-jitsu, kung fu, ioga e a volta pra academia estão arquivadas nas gavetas de minhas “coisas a fazer” há meses. Até mesmo a insaciável vontade de sair pras baladas insanas dos finais de semana, está aos poucos, se acabando. E juro, que nunca me imaginei nessa situação.

Não que tenha alguma ligação, mas até minha tara por leite condensado não é mais tão intensa. Minhas piras em música eletrônica já não são mais as mesmas. Decote versus mini-saia, batons vermelhos e cabelos oxigenados não têm mais vez na minha lista de preferências em “o que usar”. Caras populares e com status do tipo “capa de revista masculina” não me conquistam mais como nos finais dos anos passados nas calorosas festinhas à beira mar que sempre terminavam no quarto de alguma pousada luxuosa, fazendo com que eu acordasse no dia seguinte com um gosto terrível de morango na boca por causa do frozzen que eu não fazia idéia de como havia ingerido.

Agora eu quero conteúdo. Quero mais do que nunca alguém com quem compartilhar idéias, dividir confidências. Enfim, nada mais tem tanta ênfase quanto tinha antes. Não me satisfaço com pouco jamais. Alguém sabe me explicar a origem desse fenômeno? Até as linhas de Stephen King não me assustam mais. Não como antes, não mais do que nunca. Talvez a Clarice Lispector tenha dado um pé na bunda do Stephen, sem dó. Talvez meu lado misterioso e obscuro tenha dado lugar a uma mulher mais madura, romântica, e com menos joguinhos.

Talvez minhas atenções estejam canalizadas em outro ângulo, em outra “pessoa” mais especificamente. E enquanto lia o post do Diego, onde a doce musiquinha insistiu em permanecer na minha cabeça durante infinitos 30 minutos, tive uma luz. Talvez todos os acasos me levem a você.
.

11 comentários:

Thiago disse...

e eu na torcida, tomara que a pri tenha voltado hehehehehehe

Carol Rezende disse...

Hummm já estava estranhando seu desaparecimento rsrsrs
Apesar que eu também dei uma sumida (coisa básica)

A gente cresce, muda e nem percebe... mas quando percebe se assusta e se pergunta: o que aconteceu com aquele que eu era??
Já nem tento mais responder essa pergunta.. apenas me dispenso mais tempo, afim de me conhecer melhor (de novo).
E sabe que no fim das contas tudo se torna mais interessante... adoro essa metamorfose ^^

jú. disse...

O meu perigo é exatamente esse.
Pra aonde os acasos têm me levado.

Bacana o desabafo viu Pri?

Tata disse...

Eu tava com saudades daqui. E tá morena? Tinha a impressão de pri ser loira. Hehehe.

Beijocas.

Mariana Valente disse...

Agora eu quero conteúdo. Quero mais do que nunca alguém com quem compartilhar idéias, dividir confidências.

VocÊ não é a única Pri... creio que eu achei... mas a distância geográfica atrapalha tudo... Oh vida!

beijos queridona!

Bruno Barbosa disse...

Nós somos bem resolvidos sexualmentee??
sahuuhsauhsuhsuhuhasuhsauhsauh

é amor demaaaais hoomii.huauhauhshuashusahu

Mas eu sempre disse que eu sou o ATIVO da relação... \\o o// _o/\o_

sahuuhasuhsauhasuhh

que bom que voce gostou de la..
tais add no meu blog certo.
beijoo

ahh, e obrigado pelo 'seria um disperdicio sermos gays'
huuuuummmmm
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Dani disse...

Qualidade..sempre!
beijos Pri

Faxina

Máa ;* disse...

Essa mudança é completamente normal, uma hora tudo tem que mudar, começando por nós mesmos.

Me dói saber a quem todos os acasos me levam, não deveriam levar.. *:

BiaHh disse...

Priii amigaa.. too com saudade dos seus comentarios magnificos lá no meu bloguinhoo ;/

hehe

Bjoooooooo ;*

Vanessa disse...

Signos...
Coisas inúteis à vida, pois não há uma explicação lógica, como que pode acontecer a mesma coisa com milhares de pessoa?!
No meu caso...essa previsão também seria pra mim, já que também sou ariana!
Apesar de ser inútel, sempre que tem um chance não deixamos de conferir, não por acreditar...
...e sim por sonhar e imaginar que tudo poderia ser verdade...
Beijos

Mulherzinha Sim! disse...

Sumida,
Não te falta ânimo. Apenas, você está em uma fase de mudanças. E isso é bom e inevitável em nossas vidas. Hoje, algumas músicas que minha mãe ouvia e eu odiava, fazem parte da meu play list... Vai entender. A gente tem sempre que mudar mesmo, mas pra melhor, é claro.

Beijos